História da bolha das “ponto com” da internet

História da bolha das “ponto com” da internet

Nesse artigo você irá conhecer a história da bolha das “ponto com” da internet e entender o que é esse fenômeno financeiro e como ele impactou o universo da tecnologia.

Primeiro iremos explicar o que é esse fenômeno para melhorar sua compreensão, mas se quiser pular para a história, clique no link ancora no índice abaixo.

Tenha uma ótima leitura.

O que é uma bolha financeira?

Para entender a história da bolha da internet ou da bolha das “ponto com” como também é conhecida, é importante entender o que é esse fenômeno chamado de bolha.

De forma simples, uma bolha financeira é o nome que se dá quando um ativo é precificado pelo mercado por um preço muito maior do que o seu valor real.

E quando o mercado percebe que o preço é irreal e infundamentado essa bolha estoura fazendo os preços das ações despencarem para um patamar mais realista fazendo muita gente perder dinheiro.

A bolha da internet não foi a primeira bolha financeira que surgiu no mundo, já houveram outras bolhas como a tulipomania no século XVII e a bolha das ferrovias no século XIX entre tantas outras..

Nesse artigo da BBC eles listaram as 5 piores bolhas da história: As cinco piores bolhas da história da economia – e por que elas ainda assustam.

Como as bolhas financeiras surgem?

Uma bolha financeira pode surgir de várias formas, mas pensando em trazer maior clareza, explicaremos melhor alguns conceitos importantes, para entender de onde surgem essas tais bolhas.

Lei da oferta e demanda

Quando muitas pessoas querem comprar um ativo e existe pouca oferta desse ativo no mercado, o preço desse ativo aumenta.

O inverso também acontece quando poucas pessoas querem comprar esse ativo e existe muita oferta no mercado o preço desse ativo cai.

Efeito manada

elephant-herd-of-elephants-african-bush-elephant-africa-59989.jpeg
Photo by Pixabay on Pexels.com

Efeito manada é o fenômeno de repetir determinados padrões de comportamento, porque muitas pessoas estão fazendo, daí o comportamento de  “seguir a manada”.

Nosso cérebro está acostumado a repetir os padrões da massa.

Então por exemplo, caso veja muitas pessoas assistindo determinado filme, provavelmente ficará tentado a assistir também, porque acredita que seja um bom filme, pelo grande número de pessoas que o assistiram.

O efeito manada nem sempre é ruim, ele poupa energia do nosso cérebro de ter que tomar decisões calculadas a todo momento.

Porém não existem bolhas financeiras sem combustível que nesse caso é o efeito manada!

Você entenderá melhor daqui pra frente.

Conheça as 5 fases de uma bolha financeira

clear glass sphere
Photo by Pixabay on Pexels.com

De forma bem objetiva existem 5 fases durante uma bolha financeira, sendo elas:

1. Deslocamento:

Essa é a fase em que determinado ativo valoriza muito bem, de forma modesta e começa a animar o mercado, dando um status de novidade.

Atraindo mais investidores para essa aplicação,  normalmente nessa fase ninguém percebe que se trata de uma bolha financeira.

2. Boom:

“Como o ativo é bom”, começam a aparecer muitos investidores interessados em comprar essas ações, gerando um aumento repentino nos preços das ações.

Nessa fase o preço das ações não param de aumentar, e aumentam muito rápido, ultrapassando ativos consagrados no mercado.

3. Euforia:

A euforia é a fase que as pessoas ficam eufóricas esperando oportunidades para comprar a ação em pequenos momentos de baixa, porque acreditam que logo após a ação irá se valorizar.

4. Realização de lucros:

A fase da realização de lucros é uma fase onde muitas pessoas vendem as ações porém não o bastante para diminuir a curva de crescimento, mas somente para diminuir a velocidade dessa curva ficando praticamente estável.

Nesse momento alguns aventureiros acreditam que essa é uma oportunidade e compram mais ações esperando que as ações voltem a subir, afinal de contas elas sempre subiram.

Mas essa é a fase que antecede a pior fase de todas: a depressão.

5. Depressão:

Nessa hora as pessoas começam a perceber que o preço das ações está completamente descolado do seu real valor de mercado então começam a vender as suas ações.

Então aos poucos cada vez mais indivíduos vão aparecendo querendo vender seus ativos (efeito manada) e como vão surgindo muito mais vendedores (oferta) do que compradores (demanda) os preços das ações começam a  despencar tão rápido o quanto já cresceram um dia (lei da oferta e demanda).

E nesse momento que denominamos o estouro de uma bolha financeira.

Conheça a história da bolha das “ponto com” da internet

Na década de 90 a internet estava em alta crescendo cerca de 2300% ao ano, e as empresas perceberam o grande potencial de ter um site na internet.

Grande parte desse alvoroço foi por conta do WWW sistema de interligação de páginas (World Wide Web).

Com milhões de usuários nos Estados Unidos, rapidamente empresas como Yahoo e Excide perceberam que conseguiriam ganhar dinheiro com a internet vendendo publicidade em seus sites.

Empresas como a Amazon.com perceberam que conseguiriam vender produtos através da internet e faturar muita grana.

A internet era a onda do momento, a tecnologia que chegou para mudar a forma como se compra, como se vende, como se informa e a cada dia que passava não paravam de surgir, formas de se beneficiar através dessa rede mundial.

Todo mundo só falava disso, a internet era a “bola da vez”, a tecnologia disruptiva do momento, muitos investidores de risco começaram a surgir nessa época.

Perceberam que era o momento ideal para investir na internet, muitas empresas com site que tinham a terminologia “ponto com” nasceram, e só o fato da empresa ter um site já era sinônimo de status.

Mas pode se dizer que a bolha de verdade começou no dia 9 de agosto de 1995 quando a Netscape Communications abriu seu capital.

A Netscape inaugurou a ideia de que a empresa não precisava ser lucrativa para abrir capital!

Se ela estivesse crescendo, no futuro ela poderia gerar lucros e essa ideia quebrou o paradigma de que uma empresa precisava ser lucrativa para fazer uma oferta pública em Wall Street.

E essa ideia iniciou uma série de especulações sobre o futuro do mercado, da tecnologia e da internet.

A grande mídia de massa começou a noticiar e acompanhar essas especulações.

Renomados analistas do mercado iam em programas de Tvs e diziam que era um ótimo momento para investir na internet.

Pessoas comuns que não entendiam nada sobre investimento começaram a investir, com a promessa de ficarem ricas rapidamente.

Milhões de empresas surgiram e era muito fácil abrir uma empresa, não precisava de muito investimento, bastava ter uma ideia e arrumar um capitalista de risco que chovia aos montes no Vale do Silício, em busca de ideias para investir.

Muitas empresas da internet nasceram em garagens e ganharam muita popularidade internacional, porque a mídia estava cobrindo e acompanhando tudo de perto.

O sonho de muitos empreendedores se tornou, mudar para o Vale do Silício e tentar a sorte abrindo um negócio próprio.

Pessoas viajaram de longe e se mudaram para o centro dessa tão atual revolução tecnológica, a revolução da internet. 

Começou uma corrida de empresas com o prefixo “e-” e o sufixo “ponto com” abrindo IPO’s, elas surgiam e facilmente em poucos meses recebiam um investimento para se preparar para sua oferta pública.

As ações das empresas “ponto com” não paravam de subir, pessoas ficaram ricas do dia para noite com a valorização das ações, e muitos investidores experientes perceberam que se tratava de uma bolha financeira e descobriram um esquema lucrativo de gerar dinheiro e tirar vantagem dessa crise.

Começou um esquema em participação com grandes bancos, investidores de capital de risco e analistas financeiros, manipulando o mercado a benefício próprio.

Os investidores de capital de risco se tornaram uma máquina de captar empresas “ponto com” e preparar em pouco tempo essa empresa para abrir IPO com ajuda de grandes bancos.

Enquanto isso, analistas financeiros falavam bem dessas empresas, e indicavam as compras dessas ações na televisão, e uma grande massa de leigos compravam as ações supervalorizadas, e no final das contas acabavam perdendo dinheiro.

Recomendo que você assista esse vídeo aqui da GNT para entender melhor os crimes cometidos durante a bolha da internet.

Durante essa bolha existiram ações que valorizaram cerca de 600%, literalmente muita gente ficou rica.

Porém muitas dessas empresas gastaram milhões para desenvolver seu site, investiram pesado em marketing para atrair visitantes, porém não tinha o principal que era vendas, aos poucos a euforia foi acabando.

E novas especulações negativas vieram trazendo junto uma forte tendência na queda dos preços das ações e em meados dos anos 2000 a bolha financeira estourou.

Muita gente perdeu dinheiro, milhares de empresas morreram porém muitas empresas conseguiram sobreviver e hoje se tornaram referência no mercado, porque souberam usar muito bem a bolha a seu favor.

Como a Amazon, o Ebay, o Google entre outras empresas que nasceram nessa época.


Veja também:


Conheça quais foram os benefícios da bolha das “ponto com” para a internet.

man in white dress shirt using black laptop computer
Photo by Anthony Shkraba on Pexels.com

Durante a bolha da internet nem tudo foi tão ruim assim, muita gente perdeu dinheiro, muita empresa surgiu e não conseguiu sobreviver, porém nós tivemos um avanço tecnológico absurdamente rápido.

Empresas ao redor de todo mundo, correram para instalar a infraestrutura necessária para suportar toda essa rede mundial, talvez o que foi construído durante 10 anos demorasse 30 anos se não fosse a bolha da internet.

Muitas empresas importantes conseguiram investimento para nascer, crescer e prosperar até os dias de hoje, coisa que se não fosse a bolha, talvez não houvesse capital disponível no mercado naquele momento.

Então em momentos de crises sempre existe um outro lado da moeda, um lado negativo porém outro positivo.

Nesse post você descobriu o que é uma bolha financeira, como elas surgem e conheceu a história da bolha das empresas “ponto com” da internet, seus impactos e benefícios.

O que achou desse artigo?

Qual história gostaria de ler aqui no blog?

Deixa sua resposta no campo de comentários. 😉

Assine nossa Newsletter caso queira receber nossas atualizações por e-mail.

Até logo.

Quantas estrelas esse artigo merece?
[Total: 0 Média: 0]
Gabriel Donovato

Gabriel Donovato

Apaixonado por MÚSICA, séries, filmes e tecnologia no GERAL sou produtor de conteúdo na Kaderno Tech.